Descubra mais sobre outros PET's da Universidade Federal da Fronteira Sul
Conheça todos os Petianos do PETCiências!!
Realização do Seminário Interno dos Programas de Educação Tutorial da UFFS! Pelo PET- Medicina Veterinária/ Agricultura Familiar Realeza-PR 2017, Clique para saber mais!

PALESTRA SOBRE SEXUALIDADE DAS PLANTAS

princeton-97827_1280

No dia 16.05.2017, aconteceu a Palestra sobre Sexualidade das Plantas, ministrado pela Profª. Dra. Carla G. Maria de Pelegrin.

Petiano

san-jose-92464_1280

Quer saber quem faz o Programa de Educação Tutorial PET Ciências da UFFS Campus Cerro Largo acontecer? Clique e conheça a lista de Petianos completa!.

BANNER PET

academic-2769_1280

Clique em Leia Mais para Conferir Nosso Banner.

SEMINÁRIO do GRUPO de PESQUISA - GEPECIEM



Na manhã da última terça-feira (22.05.2018) foi realizado o Seminário de Pesquisa do GEPECIEM - 2018, momento em que os alunos que estão inseridos em Projetos de Iniciação Cientifica fomentados pelas agências do CNPQ e FAPERGS e pela UFFS, realizaram uma apresentação sobre suas temáticas de Pesquisa. Foram abordadas as seguintes temáticas: A histologia nos livros didáticos de biologia recomendados pelo PNLEM (2007 a 2015); Formação de professores de ciências para a promoção do pensamento crítico: estratégias de ensino de ciências e a promoção de pensamento crítico em Portugal; O enfoque CTS e a busca de uma cultura de participação social no direcionamento dado ao desenvolvimento científico-tecnológico: ampliação da compreensão sobre a não neutralidade da Ciência-Tecnologia; Avaliação Escolar em Foco no Processo Constitutivo da Docência;  Formação de Professores de Ciências para a promoção do Pensamento Crítico: estudo comparativo entre documentos e discursos do Brasil e Portugal/Os Livros Didáticos e a Promoção do Pensamento Crítico em Ciências; A prática da Escrita na formação Inicial de Professores de Química: Um estudo de Caso; Desenvolvimento De Coletivos De Pensamento De Professores De Ciências Da Natureza; Estilos De Pensamento De Licenciandos E Professores Egressos Dos Cursos Da Área De Ciências Da Natureza Da Uffs – Campus Cerro Largo/Rs; A Microbiologia Sob Uma Perspectiva Histórica Nos Livros Didáticos De Ciências Publicados No Brasil No Século XX.
A atividade tinha como objetivos integrar os membros pesquisadores do grupo; reconhecer os diferentes temas  de pesquisa, conhecer as diferentes metodologias de pesquisa adotadas por pesquisadores do GEPECIEM.
O momento contou com a participação de todos os bolsistas, voluntários de pesquisa e PETianos do PETCiências.
Contribuição – Daniele Folmann
Bolsista de Iniciação Científica – PROBIC - FAPERGS





Origamis e dobraduras no ambiente do PETCiências

Não se sabe a data exata do surgimento do origami (do japonês: 折り紙, de ori, "dobrar", e kami, "papel"), mas acredita-se que foi introduzido no Japão após a invenção do papel por volta dos séculos V e VI e passado de geração a geração.
É uma técnica que também é uma forma de arte, que vem se aperfeiçoando e sendo propagada pelo mundo todo, podendo ser usada apenas como um passatempo interessante e divertido como também na sala de aula pois promove o aumento da capacidade de concentração e desenvolvimento da coordenação motora.
Com o intuito alegrar o ambiente, tornando-o curioso e chamativo e, demonstrar o lado criativo, cada um dos integrantes do PETCiências confeccionaram diversas dobraduras que foram colocadas nos computadores da sala, afim de promover o seu uso e também por ser uma forma versátil de decoração. A proposta também serve de alerta para o cuidado com o ambiente e melhora o ambiente de produção do Programa – Sala 107 Lab. 1 da UFFS, Campus Cerro Largo.
Contribuição Aléxia Birck Fröhlich


Uma nova Conquista

A acadêmica integrante do PETCiências Rafaela Engers Günzel,  juntamente com sua colega de pesquisa Fernanda Seidel Vorpagel, do curso de Química Licenciatura da Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS, sob orientação da professora Dr. Rosangela Inês Matos Uhmann, colaboradora do Programa de Educação Tutorial (PETCiências), publicaram o seu artigo intitulado: Livros Didáticos de Química em foco na Educação Ambiental e Alimentar, Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental (REMEA), com qualis B1 no ensino. O artigo é sobre a Educação Ambiental como tema transversal para perpassar a Educação Básica como meio para enfrentar a crise ambiental que decorre principalmente dos modos de produção acelerado. Foram investigados na pesquisa quatro (04) coleções de Livros Didáticos (LDs) de Química, cada qual com três (03) LDs (1º, 2º e 3º ano) do Ensino Médio (EM) advindos do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD 2015) quanto a possível articulação com a EA. A partir desta pesquisa observou-se que os LDs de Química abrangem sensivelmente a complexidade requerida na constituição da EA de forma crítica.  Para tanto, foram sugeridos indícios de relações que podem ser relacionadas com a EA e educação alimentar, ambas intrinsecamente conectadas com a qualidade de vida, pensando na significação dos conceitos químicos de cada um dos LDs com atenção para a EA de forma crítica, visto a função social que precisa efetivar na vida dos sujeitos escolares.

O artigo está disponível para acesso em: https://periodicos.furg.br/remea/article/view/7256/5193

Entrevista com Leandro Duso



Nos dias 14/05 e 15/05, Prof. Dr. Leandro Duso - Diretor da Regional Sul da Associação Brasileira de Ensino de Biologia (SBEnBio) esteve na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Cerro Largo, RS ministrando uma Palestra sobre a história do Ensino de Biologia na Região Sul e um Minicurso sobre as Controversas Sócios-cientificas, a atividade foi desenvolvida por meio da semana Acadêmica de Biologia, mas o curso formativo estendeu-se para toda área das Ciências da Natureza e suas Tecnologias (CNT). Além disso, os integrantes do Grupo PETCiências realizaram uma entrevista com o Professor abordando principais tópicos de sua fala.
Em que contexto o senhor se viu como professor e porque decidiu ser professor?
O contexto é que eu não queria ser professor, então uma amiga minha que foi fazer uma especialização fora e deixou uma aula pronta para eu substituir ela em sala de aula, e ela disse: "você não precisa fazer nada", ai na primeira aula eu fiz isso,  na segunda eu vi que os alunos estavam agitados e eu fui ministrar uma aula do conteúdo de maneira diferente só que houve um retorno dos alunos então resolvi me especializar.
O que levou você a trabalhar com essa temática das controvérsias e a partir de que momento, elas entram no seu fazer docente?
É verdade que quando eu trabalhava na escola eu não tive essa formação de que é controversa adição de termos, a gente começou a fazer por meio de projetos interdisciplinares na escola e eu não pretendia fazer mestrado e nem doutorado. E uma das perguntas que eu tinha era: Será que esses projetos estão favorecendo a aprendizagem dos alunos? E aí então eu resolvi fazer o mestrado sobre a questão dos projetos para analisar mesmo, se tinha vantagem trabalhar com projetos ou não. E, a partir daí a gente trabalhava com temas polêmicos ou temas controversos, e, só depois, então acabei aprofundando para levar isso de retorno para escola.

Tratando dos temas controversos na escola e os como poderíamos trabalhar com eles, que estratégias os professores da escola poderiam usar para trabalhar sobre as temáticas controversas que existem no ensino dos conteúdos:
Eu não tenho uma receita pronta, mas tem os princípios para trabalhar isso, primeiro a investigação a partir da pesquisa possibilita um ponto de vista diferente que a gente chama de controvérsia controlada, até o Professor Álvaro Chrispino do Instituto Federal do Rio de Janeiro, faz isso com os professores do município do Divino Espírito Santo. Então, primeiro o aluno elege uma controvérsia, parte deles a temática e então tem vários elementos que são colocados e partir daí ele vai pesquisar sobre essa conversa. Buscando em diferentes atores sociais e nos diferentes grupos: Qual é o posicionamento dele em relação àquela conversa. A ideia é que um tema controverso  mobilize os alunos  e que a maioria deles façam a pesquisa com os diferentes atores e tragam isso numa discussão para ter uma tomada de decisão.
Quais as principais fatores que dificultam trabalhar os temas controversos em sala de aula?
É questão de levar em consideração apenas os conteúdos científicos propriamente ditos isso porque se for trabalhar com controversa não vai ser em uma aula que tu vai ministrar o conceito,  tu vai precisar de uma organização maior de aulas para poder fazer essa discussão. E, outro que precisa de outros professores de outras áreas para estar colaborando, pois a formação do coletivo de Professores deve estar apoiando essas discussões. Por exemplo: hoje teria  professores de história, português e arte para fazer essa discussão. Pois, as vezes, parece que a responsabilidade sempre é da Biologia na Ciência. Mas, as outras áreas ajudariam fazer esse processo de coordenação e discussão. Então,  uma das questões  que dificultam trabalhar os temas controversos é a formação fragmentada e linear e a falta no espaço coletivo de um grupo de trabalho com outras áreas de conhecimento nas escolas.

Sobre SBEnBio, como que as pessoas têm visto a associação ? Qual é a visibilidade dela?  


No geral é um desafio nosso chegar na graduação e na educação básica, a gente tem muita visibilidade com os pesquisadores da área  e não tem com os alunos de graduação  e pouca nos Institutos Federais e com os professores Educação Básica. Então, esse é um desafio que temos, as pessoas até não conhecem essa questão e os pesquisadores que estão envolvidos acabam então ajudando no processo de disseminação mas não tem a questão da importância que parece que fica só relacionado a desconto em evento mas não a sociedade que busca se posicionar e defender os critérios dentro da área do ensino de Biologia.




Alimentação no PETCiências


Nos dias 19 e 26 de Maio a Bolsista do PETCiências Daniele Bremm, esteve desenvolvendo atividades relacionadas a educação alimentar com os aluno do oitavo ano. A introdução do conteúdo se deve através do documentário “Muito além do peso”, que aborda a realidade alimentar das crianças de hoje em dia, alertando para o perigo dos fast food.
Durante o vídeo vários alimentos presentes no cotidiano dos nossos alunos foram apresentados juntamente com a quantidade de açúcar e de gordura presente nos mesmos. Através do filme foi possível a discussão de vários assuntos, como as estratégias das empresas para venderem mais e alcançarem o público infantil, com brinquedos e personagens infantis aliados aos alimentos e o fato dos alimentos saudáveis apresentarem um preço maior e os alimentos processados serem muito baratos. Durante o vídeo os alunos se mostraram bem preocupados com a quantidade de açúcar presente nos alimentos que consomem em seu dia a dia e ressaltaram não ter consciência de que a concentração era tão elevada.
Os alunos anotaram diversas frases referentes à quantidade de açúcar em cada alimento, para em seguida realizarmos a coleta de embalagens desses produtos para a produção de cartazes para divulgação do tema tão importante para o resto da escola. Foi feita a pesagem do açúcar e do azeite de acordo com os dados trazidos no vídeo e esses foram colocados em saquinhos e fixados nos cartazes. Os cartazes foram colocados na área coberta da escola, onde são de fácil acesso para os demais alunos.


PETCiências desenvolve Seminário Temático


            Na tarde de terça-feira, dia 24 abril, às 17h, realizou-se o seminário temático intitulado “Educação Ambiental no viés interdisciplinar: caminhos possíveis no Ensino Médio” ministrado pela professora do Campus Gracieli Dall Ostro Persich. Foi uma atividade organizada pelo PETCiências, como atividade que integra o Curso: Ciência, Ambiente e Formação.
           O seminário abordou pedagogia de projetos, Tecnologias da Informação e Comunicação, formação cidadã, ensino por investigação, contextualização e pedagogia ativa. Durante o seminário, a professora ministrante compartilhou com os presentes suas experiências sobre o projeto trabalhado em sua investigação durante o curso de mestrado, tornando interdisciplinar o tema “Recursos hídricos em Santo Ângelo”.  Defendeu na apresentação que a formação deve se dar em uma roda de diálogo, construindo definições sobre interdisciplinaridade e a importância da pedagogia ativa nesse processo, tanto para com os professores e quanto alunos.
             A ideia principal dos encontros mensais – seminários e curso – é discutir temáticas de formação da área de Ciências, com convidados da UFFS e externos. A atividade é registrada no UFFS como curso de extensão e é certificada. Inscrições e divulgações de novas datas no Blog do PET: http://petciencias.blogspot.com.br/ e pelo Facebook: https://www.facebook.com/PetCiencias/.



Seminário de Pesquisa: PETCiências


Seminário de Pesquisa: PETCiências
No PETCiências, a terceira semana de cada mês é destinada a formação, desenvolvida por meio de cursos, palestras, oficinas, leituras de livros e ou seminários. No mês de abril de 2018 os membros do PETCiências: Bolsistas, Voluntários, Tutor e Professores Colaboradores apresentaram seminários correlacionados às pesquisas desenvolvidas por cada integrante do Grupo.
A atividade proposta pelo tutor veio estruturada com a seguinte forma: - apresentar referências teóricas, metodologias de pesquisas e resultados para diferentes tipos de pesquisas realizadas. As temáticas apresentadas foram: Experimentação no Ensino de Ciências, Textos de Divulgação Científica, Educação Ambiental, Análise de Livros didáticos de Ciências, Alimentação e Consumo, Uso de Filmes, Ensino de Ecologia, Epistemologia da Ciência, Educação em Saúde e Correlações CTS e educação ambiental. Com um caráter mais problematizador, os petianos do grupo PETCências  puderam interagir diretamente com os orientadores do grupo, uma vez que estes também se fizeram presentes.  Dessa forma, o diálogo sempre esteve presente, tornando o seminário uma manhã de profícuos estudos.
Contribuição: Bolsista PETCiências Daniel Marsango: Física - Licenciatura


Direitos Autorais © ­PET Ciências | Hospedado em Blogger
Desenvolvido por Viva Themes | Tema do Site por New Blogger Edição por Blog no Mundo